Facebook não é lugar para amigos

0
159

Por Renato Fernandes*

Se você é daquelas pessoas que só aceita familiares e pessoas realmente conhecidas em seu Facebook então esse artigo não é para você. Escrevo para aqueles que adiciona e aceita todos os perfis que considera interessante no seu hall de seguidores, se você se enquadra nesse gênero saiba: o Facebook não é lugar para cultivar amizades.

Em primeiro lugar é necessário saber que a principal rede social do mundo tem um grande potencial em radicalizar as pessoas. Aquele seu amigo de cerveja de esquerda pode se tornar insuportável e o mesmo ocorre com o defensor da direita que pode passar a ser visto como um reacionário, o nerd silencioso da faculdade se revela um grande crítico dos artistas do universo pop e aquela garota considerada a conquista dos sonhos na rede social tem gostos bizarros e até mesmo aquela tia que maltrata o gato de estimação pode defender ideias religiosas radicais e fervorosas.

Por que isso ocorre? Simples; a rede social tem o poder insuperável de radicalizar as pessoas, ela não revela o interior nem a personalidade de ninguém, mas sim seus gostos e preferências superficiais e momentâneos, isso é algo volúvel, pois conceitos e ideias podem mudar da noite para o dia. O ser humano é assim, felizmente.

Essa radicalização acontece por conta de um fenômeno conhecido como Bolha Social, quando você começa a postar sobre religião, por exemplo, o algoritmo do facebook passará a selecionar mais conteúdo religioso, principalmente aqueles postados pelas pessoas que você segue e deixará de lado outras postagens que não dizem respeito a seu gosto e hábito.

Ou acha que você perderia horas de seu dia na rede social se ela não te mostrasse apenas o que você gosta?

Com isso, mesmo você tendo milhares de seguidores, ficará restrito ao alcance do que você lê e posta a um grupo reduzido.

Ao vislumbrar o perfil repleto de ideias que coincidem com sua linha de pensamento a tendência e imaginarmos que todos pensam igual e passamos a propagar ainda mais essas ideias e a considerar que ela bate com a opinião da maioria, quando na verdade condiz apenas à sua bolha social.

Aí você me pergunta: “Mas sou ateu e a rede social vive me mostrando as postagens religiosas de minha tia fanática”, isso ocorre porque apesar de ter o foco em seus gostos pessoais a rede social também vai lhe trazer de lambuja o conteúdo dos perfis com os quais você mais tem interação.

Se você visita com frequência o perfil de sua tia, ou sempre conversa com ela no privado, então o algoritmo considera que essa pessoa é de seu interesse e vai destacar suas publicações em sua linha do tempo.

Portanto pessoal, é necessário tratar a rede social como ela é: um espaço de divulgação de ideias que não reflete exatamente sua personalidade, mas sim seus interesses é o espaço ideal para divulgar sua opinião, produtos, aumentar os acessos a suas páginas de internet e deve ser levado muito a sério, porém amigos de verdade devemos e ter ao nosso lado, no cotidiano de forma real e palpável.

É comum vermos reclamações do tipo: “É meu amigo no Facebook, mas nem me cumprimenta na rua”, calma lá; não somos amigos, apenas compartilhamos semelhanças ideológicas e provavelmente temos a mesma linha de pensamento, apenas isso. Nossos interesses não simbolizam laços de amizades, mas sim uma simpatia filosófica e social.

Amigos são aqueles com os quais jogamos bola, brincamos de boneca e compartilhamos segredos. No Facebook temos seguidores e podemos ser membros solitários na sociedade mesmo tendo milhares de amigos na rede social.

A melhor confraternização com amigos continua sendo a boa e velha mesa de bar tomando uma cerveja e não atrás de um monitor.
………………………..
Renato Fernandes é precursor na impressão 3D em Botucatu, atuando no mercado há aproximadamente 2 anos, é cosmaker especializado em máscaras com trabalhos distribuídos em todo o território nacional e exterior.
Atuou como jornalista por aproximadamente 20 anos respondendo pela área de cultura em diversos jornais da cidade, entre eles, Folha Serrana, Diário da Serra, Folha Regional, A Cidade e revista O Lojista.
É editor do blog de curiosidades O Grito Notícias, que mantém com atualizações periódicas há 17 anos, além de Youtuber produzindo vídeos sobre artesanato para o canal Pano Hippie, que atualmente soma quase 25 mil seguidores.
Fernandes é também estudioso das linguagens de programação com conhecimento em Asp, Php, Pynthon, XML, Html, entre outras. É desenvolvedor autodidata nas plataformas Blogger, Joomla e WordPress.
Sua curiosidade em torno da linguagem web e o fenômenos das redes sociais o levou até o curso de Análise em Mídias Sociais.
Para fugir do stress e da cobrança existente nas grandes e pequenas empresas Fernandes é atualmente artista freelance atuando no estúdio Oficina de Criaturas, pelo tempo que achar a função interessante, postura adotada e seguida à risca por acreditar piamente na frase de Steve Jobs – “A única maneira de fazer um bom trabalho é amando o que você faz. Se você ainda não encontrou, continue procurando. Não se desespere. Assim como no amor, você saberá quando tiver encontrado”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.