Região de Faro, Portugal

Sou caminhante e usuária de transporte público. Adoro filas e adoro pessoas.

Já no aeroporto de Guarulhos, fumando um cigarro antes de entrar, conheci um americano de 38 anos que aguardava o embarque pra África. Jogou estabilidade e segurança financeira por uma necessidade urgente de fotografar o planeta e seus habitantes.

Na fila do check in, um casal muito jovem de atores mineiros que resolveu se aventurar pela França antes de se estabelecer e buscar consolidar carreira em Sampa.

Também nessa fila, um casal maduro de São José dos Campos se despedia da filha jovem, que vinha trabalhar numa pousada em Cascais, Portugal, por absoluta falta de emprego na área hoteleira no Brasil.

Na área de embarque, Marina que sofre de distrofia muscular nas mãos, resolveu viajar sozinha por Portugal e Espanha pra se provar capaz, já com quase 70 anos. Outro casal vinha a Fátima, agradecer pelo casamento sólido e por filhos do bem.

Sentei ao lado de uma fonoaudióloga que trabalha no serviço público mas não esmoreceu e veio pra apresentar um trabalho num congresso internacional e, também, descobrir as delícias da cidade do Porto.

Na fila da alfândega, que delícia!, encontrei duas colegas de caminhadas da Acacs, Associação​ de Caminheiros e amigos de Santiago de Compostela. Elas seguem hoje pro Porto pra trilhar o Caminho Português.

Pessoas são incríveis. Caixas de ricas surpresas que, com suas histórias me fazem melhor.
Viver é muitooooo booooommmm!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.