Você já se perguntou: Para que serve os perfis que mantêm nas diferentes redes sociais? Já se perguntou sobre isso?

Devemos tomar cuidado pois muitas vezes as redes podem servir apenas para alimentar o ego, encontrar na internet a aceitação que não tem (ou acha que não tem) no mundo real; te fazer corajoso e assumir posturas de forma públicas, para temas que não tomaria posição publicamente; exibir ou ostentar bens que não representam sua real condição social ou se mostrar descolado nas festas e baladas cercado de amigos ou simplesmente para marcar território na web como os pais do ano. Se a resposta for uma dessas, ou outras tantas que incluem animais, academia, alimentação, imóveis, carros e outros; cuidado e procure logo um psicólogo, pois poderá precisar em breve.

Temos o grande poder de transformar em parceiras de projetos, vendedoras ou torturadoras, depende apenas de sua postura diante da tela e planejamento de crescimento orgânico de acordo com seus interesses sérios. As mídias sociais não são amigas, os amigos dizem quando você está errando e fazendo papel de idiota, isso não acontece com as mídias sociais. A internet é um grande e imenso Troll onde todos juntos formamos uma comunidade de Haters prontos para apontar o dedo e julgar.

Enxergo as mídias sociais como uma grande vitrine, trabalho com arte e artesanato estou na internet para vender minhas peças, tenho pessoas nas redes sociais que nunca vi antes pois minha meta é a venda e exposição de meu trabalho. Caso meu foco fosse a família, teria no máximo vinte a trinta amigos e falaria apenas de minha família.

Uma coisa que descobri cedo é que sempre irão te julgar através do que enxergam nas redes sociais, a primeira coisa que boa parte da população faz ao conhecer alguém fora da internet é ver o perfil dessa pessoa no Facebook, afinal de contas a possibilidade de passarem mais tempo juntas através da internet é bem maior do que as chances de estarem fisicamente próximos.

O preocupante é que na maioria dos casos as mídias sociais não espelham a real personalidade de ninguém, as redes sociais mentem e permitem uma infinidade de interpretações, é um espaço de comunicação e como dizem: “Comunicação não é o que você diz, mas sim o que o outro entende”.

Para usufruir de maneira sincera e real, enfim: Ter um perfil íntegro, primeiro pare de aceitar o pedido de todos que querem sua amizade fique apenas com quem conhece, afinal de contas você não quer avisar cinco mil ‘amigos’ que você está na praia (ou realmente acredita que nesses cinco mil não pode existir um ladrão – por exemplo), não vai ficar exibindo fotos de seus filhos pequenos e seus hábitos para tanta gente ao mesmo tempo, ou acha que entre todos esses que fazem parte de seu perfil não pode ter um ou dois tarados? quem garante? Você só tem controle sobre a sua rede social quando realmente souber o que quer conquistar através dela.

Eu consigo entender um personal trainer que posta o tempo todo a respeito de exercícios e benefícios de fazer academia e praticar esportes, mas sinceramente não consigo entender a razão pela qual uma pessoa que frequenta academia precisa postar imagens sempre que está malhando, repito, de forma pública a todos que seguem e não em um grupo específico sobre malhação. Entendo plenamente aquele vendedor de quadrinhos que posta fotos de seus itens raros, mas não entendo a necessidade dos colecionadores postarem suas estantes cheias de HQs, ou action figures que custam os olhos da cara. Esse tipo de exibição quando ocorrem em grupos específicos são positivas, mas quando se tornam públicas em um perfil com milhares de amigos se torna alvo de julgamentos, admiração, piada ou simplesmente irão te ignorar e dizer que é apenas mais um tonto que fica postando fotos de academia e gibizinho na internet.

O que o grande público não percebeu e que como canal de propaganda e divulgação quem sabe usar os peões (seguidores/amigos) do tabuleiro da melhor forma é quem ganha. Mostrar que está comendo uma lagosta gigante para cinco mil pessoas vai ser uma ostentação tremenda e fará um bem danado para o Ego, mas quem está ganhando realmente com isso é o cozinheiro e o dono do restaurante com uma divulgação gratuita com potencial de atingir cinco mil pessoas e se o perfil que compartilhou tiver “força” esses números crescem exponencialmente.

Um cozinheiro mostrando a receita que desenvolveu e o prato que acabou de montar pode se tornar uma ótima propaganda para esse profissional da cozinha e seu restaurante, mas quem quer saber o que você jantou ou o que você comeu além dos grupos de gastronomia?

Enquanto você está alimentando seu ego mostrando “coisas que não precisa, com dinheiro que não tem, para impressionar perfis que não gosta” (copiei do filme Clube da Luta), tem alguem lucrando com sua propaganda gratuita. Durante anos trabalhei em um jornal que tinha cinco mil assinantes essa é a mesma quantidade de amigos que tenho atualmente no Facebook e para fazer propaganda no jornal impresso para chegar a cinco mil assinantes os empresários pagavam e pagavam caro, hoje se utilizam do seu ego e a vontade de ser descolado para obter lucro através da propaganda gratuita.

Você nunca viu perfis que divulgam propagandas de tudo e de todos, com banners e inúmeras informações de contato e você acha que esses perfis estão sem ganhar nada, mas na veradade esse perfis cobram por essa divulgação e você está num cercadinho publicitário virtual igual gado entre as cercas de um pasto com seu capim verdejante porém prontos para irem ao abate.

Enquanto jornalista, produtores culturais iam até o local de meu trabalho para a divulgação de peça, shows e concertos, ao abandonar a imprensa alguns continuaram me marcando nesse tipo de Spam, mas espera um pouco um jornal que atingia 5 mil pessoas mantinha quase 60 funcionários tendo boa parte de sua folha de pagamento garantida exatamente pelos anunciantes que hoje te marcam de forma gratuita no Facebook conseguindo uma projeção muito maior, pois ao marcar 2 perfis (por exemplo) com cinco mil amigos ele consegue divulgar seu show para 10 mil pessoas.

Tenta pedir para aquele produtor que te marcou no show um ingresso que seja em troca da divulgação, apenas tente. Antes de fotografar um prato no restaurante chique chame o garçom e faça a proposta de permuta, explique que tem cinco mil amigos e que vai compartilhar essa foto para todos os amigos e peça um suco em troca da divulgação e veja se ganha um suco como pagamento.

Portanto meu amigo empresário, chegou a hora de enxergar as redes sociais com outros olhos e você que tem perfis em redes sociais, chegou a hora de ver onde começa seu ego e onde se inicia a propaganda gratuita.

Quando o usuário comum perceber que suas opiniões e sugestões podem atingir mais pessoas do que um jornal impresso de grande circulação no interior, talvez comecem a tratar suas redes sociais com mais cuidado, menos ego, mais foco e sabendo exatamente o que quer conquistar com seus perfis.


Renato Fernandes escreve sobre tecnologia e redes sociais para o Botucatuonline

Renato Fernandes é precursor na impressão 3D em Botucatu, atuando no mercado há aproximadamente 2 anos, é cosmaker especializado em máscaras com trabalhos distribuídos em todo o território nacional e exterior.
Atuou como jornalista por aproximadamente 20 anos respondendo pela área de cultura em diversos jornais da cidade, entre eles, Folha Serrana, Diário da Serra, Folha Regional, A Cidade e revista O Lojista.
É editor do blog de curiosidades O Grito Notícias, que mantém com atualizações periódicas há 17 anos, além de Youtuber produzindo vídeos sobre artesanato para o canal Pano Hippie, que atualmente soma quase 25 mil seguidores.
Fernandes é também estudioso das linguagens de programação com conhecimento em Asp, Php, Pynthon, XML, Html, entre outras. É desenvolvedor autodidata nas plataformas Blogger, Joomla e WordPress.
Sua curiosidade em torno da linguagem web e o fenômenos das redes sociais o levou até o curso de Análise em Mídias Sociais.
Para fugir do stress e da cobrança existente nas grandes e pequenas empresas Fernandes é atualmente artista freelance atuando no estúdio Oficina de Criaturas, pelo tempo que achar a função interessante, postura adotada e seguida à risca por acreditar piamente na frase de Steve Jobs – “A única maneira de fazer um bom trabalho é amando o que você faz. Se você ainda não encontrou, continue procurando. Não se desespere. Assim como no amor, você saberá quando tiver encontrado”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.