O nome não poderia ser mais adequado.

Pura luz, iluminado.

Horizonte e mar transparentes se perdem em nuances azuis incríveis.

Areia branca, mar de marola, mar de boiar e deleitar, mar de perder-se na vontade de ficar.

A Vila está há 5km de Lagos e tem ruínas de um Balneário Romano descobertos no séc XIX. Também há provas de atividades pesqueiras nos sécs XIII e XIV.

O terremoto, famossérimo na História Portuguesa, de 1755, fez grandes estragos por lá. Quase que destruiu totalmente a Igreja de Nossa Senhora da Luz que, reconstruida, tornou-se patrimônio nacional. Atualmente celebra missas católicas e anglicanas – cujo padroeiro é, aqui, São Vicente – visto a grande comunidade britânica que habita a Vila.

Vale salientar que todo o Algarve é o preferido pelos ingleses, seja para turismo, seja pra moradia. Lagos em especial.

Muralha e torres de vigia foram construídas durante o reinado de D.João III.

A praia da Luz, além de ser liiiiinnndaaaa, mostra muito bem uma característica portuguesa: a organização! Chego a me sentir constrangida por pensar nas praias brasileiras. Coleta seletiva de lixo, segurança, não existem ambulantes, limpeza da areia, limpeza dos banheiros públicos, gentileza, gentileza, gentileza!

A rocha negra protege uma das extremidades da Praia da Luz. N.Sra. é a padroeira. Meu olhar azul se perdeu no azul infinito.

Apaixonei!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.