A Câmara dos Vereadores de Botucatu aprovou por unanimidade o projeto de Lei Complementar, de autoria do Executivo, alterando o Quadro de Pessoal da Prefeitura Municipal de Botucatu, reduzindo o número de Secretarias Municipais e dos cargos em comissão.
Em consequência dessa reestruturação, das 21 Secretarias Municipais existentes anteriormente, a Prefeitura Municipal passará a ter 15.
A redução do quadro total dos cargos comissionados, vai ser reduzido à 30%, sem afetar a continuidade dos serviços públicos prestados no Município, garante a Prefeitura.
A redução é ainda mais expressiva quando trazida para o campo de valores, informou a assessoria de imprensa da Câmara Municipal.
Com a medida, serão economizados aproximadamente R$ 159 mil por mês, somando R$ 2,1 milhões no período de 12 meses e mais de R$ 8 milhões em todo o mandato do Prefeito Mário Pardini.
“Essa medida é uma arma importante para lutarmos contra a crise, mantendo os investimentos em andamento e criando outros, visando uma cidade melhor para a população. O mais importante, é que mesmo reduzindo os cargos comissionados, por exemplo, continuaremos a prestar os serviços existentes, sem qualquer desfalque, utilizando nossos servidores de carreira”, afirma o Prefeito Pardini.
Na Lei está contida a fusão das Secretarias Municipais da Fazenda, Administração e Governo; prevê a transformação da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento na Secretaria Municipal do Verde; da Secretaria Municipal de Descentralização na Secretaria Municipal de Participação Popular e da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Serviços na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda e da Secretaria Municipal de Relações Institucionais.
O texto também propõe a criação dentro da estrutura do Gabinete do Prefeito de um Departamento de Controladoria Municipal, um Departamento de Projetos, um Departamento de Planejamento, na qual conterá uma seção de diretrizes e loteamento, uma seção de sistema viário e uma seção de desapropriação.
A implantação da nova estrutura administrativa ocorrerá, oficialmente, a partir de 2018, porém, na prática os cargos já foram reduzidos.

(com assessoria)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.