Pardini, DER, Artesp e RT despacham sobre domínio na rodovia Gastão Dal Farra na região Sul de Botucatu

A duplicação da Rodovia Gastão Dal Farra é um grande anseio da população de Botucatu e está em fase final de execução, mas como diz o brasileiro, parece que tem uma caveira enterrada no trecho

0
82
Prefeito Pardini, o vice André Peres, dirigentes da RT, DER e Artesp verificam in loco se houve ou não invasão de área de domínio | Foto PMB
Na manhã desta quinta-feira, 24, o Prefeito Mário Pardini e o vice-prefeito André Peres, ficaram de uma reunião de trabalho na Rodovia Gastão Dal Farra, com representantes do Departamento de Estradas e Rodagem, o DER, da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo, a Artesp, e da concessionária Rodovias do Tietê.
O objetivo foi definir, precisamente, a faixa de concessão de área pertencente a Rodovias do Tietê e por um ponto final nessa lenga-lenga que impede o desenvolvimento do setor Sul e Oeste de Botucatu, que nos últimos oito anos recebeu perto de R$ 300 milhões de investimentos em obras que não param, para melhorar a qualidade de vida e reduzir o impacto de mobilidade na região.
O prefeito Pardini cobrou agilidade na solução do impasse que paralisou a obra de duplicação da rodovia, no trecho entre o posto de combustíveis do Jardim Aeroporto e a rotatória da Avenida Zumbi dos Palmares, no 24 de Maio.
“Aproveitamos a presença do Diretor Presidente da Concessionária Rodovias do Tietê, Emerson Luiz Bittar e dos representantes do DER e Artesp para mostrar a urgência de liberar nossos trabalhos. Está claro que este embargo burocrático tem gerado muito transtorno para quem passa pelo local. Deixei claro que logo começa a temporada de chuva e isso vai atrapalhar ainda mais a obra. Queremos acabar antes disso e é preciso agilidade nesse processo”, disse Pardini.
A reunião avançou no sentido de que uma autorização prévia seja emitida, para que a Prefeitura dê sequencia nas obras e, durante os trabalhos, os trâmites legais sejam ajustados.
“Saí esperançoso dessa reunião porque houve um consenso entre todos, o de que a obra precisa ser concluída. Ficou claro que houve uma mudança na placa durante a execução do projeto e a população não pode pagar por isso. Agora, ficou definido que essa autorização tem que partir da Artesp. Já fiz contato com o Deputado Estadual Fernando Cury, que tem sido implacável no apoio e nos esforços sobre este caso, para que continue a nos ajudar na cobrança deste serviço”, finalizou.

A OBRA DE R$ 2,5 MILHÕES ESTÁ PARALISADA

A duplicação da Rodovia Gastão Dal Farra é um grande anseio da população de Botucatu e está em fase final de execução, mas como diz o brasileiro, parece que tem uma caveira enterrada no trecho, de tantos problemas que se enfrenta para tocar a obra.
Ao todo serão investidos aproximadamente R$ 2,5 milhões, gerando uma economia estimada em R$ 5,5 milhões, já que todo o serviço foi realizado com mão de obra da própria Secretaria Municipal de Infraestrutura.
No total serão duplicados cerca de 1 mil metros, sendo que 900 deles são de responsabilidade do Departamento de Estradas e Rodagem, DER, e o restante concessionados à Rodovias do Tietê.

(Com assessoria)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here