Reutilização de borra de café e lixo orgânico em plantas

0
132
Primeiramente deveríamos sempre nos lembrar de dar aquela forcinha para a natureza. Não podemos esquecer que ela protege a essência de nossa vida e nos dias corridos de hoje, fica difícil encontrar “tempo” para isso não é mesmo?
Podemos começar com pequenas atitudes, mas de grande valor, como por exemplo: plantar uma árvore, cuidar de um jardim, fazer uma horta, dedicar uns minutinhos do seu dia para um contato com a natureza ao nosso redor.
Para isso, que tal usar a borra do café para ajudar nessa tarefa de cuidar (adubar) plantas, flores e frutos?
O Café é tão complexo e rico em propriedades, que não é só para a saúde humana que ele faz bem, mas para o seu jardim também.
A borra do café é sem dúvidas um excelente fertilizante, é composta de nutrientes, rica em nitrogênio, carbono e matéria orgânica, que irão deixar o solo mais rico e nutrido, colaborando para o desenvolvimento das plantas.
São diversas as formas para se utilizar a borra do café, desde as mais simples até as mais complexas.
A borra do café além de fertilizante para o solo pode ser usada também como um ótimo pesticida natural, deixando as plantas livres de pragas e insetos, sem agredir a nossa saúde, e a saúde de nossas plantas.
O processo para blindar suas plantas utilizando a borra de café como repelente é simples:
– Separe a borra de café em um recipiente e coloque ao sol para secar, esse processo ira oxidar alguns sensoriais que não queremos em nossa fórmula, depois de seco é só misturar 150 gramas de borra de café em 1litro de água e pulverizar seu jardim.
Essa fórmula ira evitar que certos tipos de larvas, lesmas e outros micro organismos danosos prejudiquem o solo e o desenvolvimento das plantas.
Já o processo para criar um fertilizante à base de borra de café é um pouquinho mais trabalhoso, porém muito eficaz também.
– Veja: Além da borra de café, para esse método iremos utilizar também outros alimentos que seriam descartados no lixo, como por exemplo: cascas de ovos, cascas e pedaços de frutas, legumes e verduras.
Em um recipiente, ou mesmo em um buraco feito no solo, misture todo esse ”lixo orgânico” e deixe descansar ao sol, por 1 ou 2 dias, misture folhas secas para reduzir ”possíveis” odores e manter a umidade correta. Podemos chamar esse processo de compostagem caseira.
Feito isso, misture a compostagem com terra de boa qualidade (na medida de 1 parte de compostagem para 5 partes de terra).
E assim está pronto! Você terá um potente fertilizante caseiro, sem veneno e cheio de boas energias, pois nada mais prazeroso do que sentir que fez algo bom, sentir que colaborou para o bem comum de todos ao redor, sentir que mesmo sendo pequena, a atitude valeu muito a pena.
O prazer de colocar a mão na terra, observar o crescimento das árvores e sentir o cheiro das flores, todos deveriam sentir, ao menos uma vez.

  • Rafaela Dutra é Barista e consultora no setor, certificada na Coffee Lab e colaboradora do Botucatuonline.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here