Botucatu encerrou o ano passado com 729 empregos criados na cidade. Segundo o Caged – Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho-, foram feitas 14.854 admissões e 14.125 demissões entre os meses de janeiro e dezembro de 2017. 
O setor metalúrgico e mecânico vem sendo há dois anos o mais prejudicado. Só no ano passado foram mais de 400 demissões, principalmente das empresas do setor de ônibus e aviões. Para este ano é esperada uma reação, conforme explicou Miguel Silva, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos.
Ele pondera que o mercado de ônibus está melhorando as vendas, assim como há uma boa expectativa para o mercado aeronáutico, apesar da instabilidade no momento, devido a falta de clareza nas propostas de compra da Embraer pela Boeing.
Os setores que mais empregaram foram os de serviços de saúde e comercio. O serviço de saúde devido a ampliação do setor na cidade, com os Hospitais Estadual e do Bairro, obras consolidadas na gestão do ex-prefeito João Cury Neto e também na iniciativa privada, como clinicas e laboratórios, sendo alguns de alta tecnologia.
Os números divulgados pelo Caged levam em consideração dados fornecidos por 7.227 estabelecimentos dos setores industrial, agropecuário, comercio e serviços.
O setor que mais empregou foi o de cultivo de árvores frutíferas que demitiu 2.446 pessoas, mas empregou 2.945, permitindo a ampliação de 499 vagas. O setor da citricultura e frutas de mesa  em geral foi o que mais empregou, apesar da sazonalidade da produção.
Os serviços concessionados da Prefeitura de Botucatu provocaram 99 demissões. O transporte coletivo da cidade empregava 204 pessoas e demitiu 105, deixando um saldo de 99 vagas abertas.
Os funcionários das empresas informaram no ano passado que muitos cobradores foram demitidos e o serviço foi acumulado com os motoristas.
O setor de comércio criou 36 novas vagas. Foram 1061 empregados e 1025 demitidos.
Ainda na área de serviços, o cargo de auxiliar de escritório, normalmente o primeiro emprego, teve 583 contratações e 508 demissões.
Atendente de loja que mais emprega mulheres na cidade, teve 283 admissões e 180 demissões. A maioria nos shoppings.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.