Autoridades da área ambiental se reuniram na Secretaria Municipal da Saúde para atualizar a ata assinada em 2013, que estabelece o atendimento unificado de resgate de animais silvestres em Botucatu. 
De acordo com o documento, a Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, GCM e Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) estão capacitados para atender a população que solicita o resgate de animais silvestres na área urbana e rural de Botucatu.
O munícipe precisará apenas telefonar para qualquer uma das instituições para que seja atendido ou orientado sobre como proceder com segurança frente a um animal silvestre.
“Um cidadão, por exemplo, pode ligar para o Corpo de Bombeiros solicitando a retirada de um enxame de abelhas africanizadas de sua residência e ser atendido pela VAS, ou ligar para a GCM solicitando o resgate de uma serpente e ter o animal capturado pela Polícia Ambiental”, explica Valdinei Campanucci, Supervisor de Serviços de Saúde Ambiental e Animal.
O atendimento unificado pretende oferecer mais agilidade à população botucatuense.
“Este tipo de atendimento é um modelo a ser seguido por outros munícipios, pois é importante que as pessoas, ao encontrarem animais silvestres em alguma situação de risco, possam contar com profissionais capacitados para o resgate. Até mesmo para não expor familiares e outras pessoas a possíveis acidentes como mordidas e arranhaduras, ou doenças que esses animais possam ser portadores”, completa Valdinei.
Todos os animais silvestres feridos capturados são encaminhados ao Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Selvagens de Botucatu, o Cempas, referência no atendimento a animais silvestres.

 

PRESENTES

Participaram do encontro Valdinei Campanucci, Supervisor de Serviços de Saúde Ambiental e Animal; Grazielle Venturelli Santos Silva, Supervisora de Vigilância Ambiental em Saúde; Jussara Maria Tebet e Carlos Linder, representantes da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais da Secretaria Estadual do Meio Ambiente; 1º Tenente Gustavo Henrique Rocha Bonifácio e Subtenente Bill Anderson, do Corpo de Bombeiros; 1º Tenente André Manoel da Silva e Cabo Viotto, da Polícia Militar Ambiental; Raphael Baldissera Gonçalves e Luna Scarpari Rolim, médicos veterinários do Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Selvagens (CEMPAS) da UNESP; Comandante Leandro Carreira Destro e Inspetor do Grupo de Proteção Ambiental Carlos Eduardo Rodrigues de Paula, Guarda Civil Municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.