Autoridades da área ambiental se reuniram na Secretaria Municipal da Saúde para atualizar a ata assinada em 2013, que estabelece o atendimento unificado de resgate de animais silvestres em Botucatu. 
De acordo com o documento, a Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, GCM e Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) estão capacitados para atender a população que solicita o resgate de animais silvestres na área urbana e rural de Botucatu.
O munícipe precisará apenas telefonar para qualquer uma das instituições para que seja atendido ou orientado sobre como proceder com segurança frente a um animal silvestre.
“Um cidadão, por exemplo, pode ligar para o Corpo de Bombeiros solicitando a retirada de um enxame de abelhas africanizadas de sua residência e ser atendido pela VAS, ou ligar para a GCM solicitando o resgate de uma serpente e ter o animal capturado pela Polícia Ambiental”, explica Valdinei Campanucci, Supervisor de Serviços de Saúde Ambiental e Animal.
O atendimento unificado pretende oferecer mais agilidade à população botucatuense.
“Este tipo de atendimento é um modelo a ser seguido por outros munícipios, pois é importante que as pessoas, ao encontrarem animais silvestres em alguma situação de risco, possam contar com profissionais capacitados para o resgate. Até mesmo para não expor familiares e outras pessoas a possíveis acidentes como mordidas e arranhaduras, ou doenças que esses animais possam ser portadores”, completa Valdinei.
Todos os animais silvestres feridos capturados são encaminhados ao Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Selvagens de Botucatu, o Cempas, referência no atendimento a animais silvestres.

 

PRESENTES

Participaram do encontro Valdinei Campanucci, Supervisor de Serviços de Saúde Ambiental e Animal; Grazielle Venturelli Santos Silva, Supervisora de Vigilância Ambiental em Saúde; Jussara Maria Tebet e Carlos Linder, representantes da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais da Secretaria Estadual do Meio Ambiente; 1º Tenente Gustavo Henrique Rocha Bonifácio e Subtenente Bill Anderson, do Corpo de Bombeiros; 1º Tenente André Manoel da Silva e Cabo Viotto, da Polícia Militar Ambiental; Raphael Baldissera Gonçalves e Luna Scarpari Rolim, médicos veterinários do Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Selvagens (CEMPAS) da UNESP; Comandante Leandro Carreira Destro e Inspetor do Grupo de Proteção Ambiental Carlos Eduardo Rodrigues de Paula, Guarda Civil Municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here