A Vigilância Ambiental em Saúde recebeu a confirmação laboratorial de um morcego positivo para Raiva na Vila Ema, região Leste de Botucatu.
Trata-se de um Artibeus lituratus, morcego que se alimenta de frutos, muito comum nas áreas urbanas e rurais dos municípios.
“O morcego estava pousado em local não habitual à espécie, por isso foi encaminhado para diagnóstico de Raiva. Embora o município apresente uma cobertura vacinal de 80% da população estimada de cães e 100% da população estimada de gatos, é importante que os animais que ainda não foram imunizados nos últimos 12 meses recebam a dose da antirrábica. Assim, caso ocorra um contato acidental com morcegos, eles estarão protegidos”, explicou Valdinei Moraes Campanucci da Silva, Supervisor de Serviços de Saúde Ambiental e Animal.
Entre o dia 14 e 18 de maio de 2018, a VAS estará com um posto de vacinação antirrábica das 8h às 11h e das 13h30 às 14h30, na Secretaria Municipal da Saúde, rua Major Matheus, 07 – Vila dos Lavradores.
A Unidade de Vigilância de Zoonoses (Canil Municipal) é um posto permanente de vacinação antirrábica que atende das 7h30 às 16h30.
Essa semana de vacinação contra a Raiva será destinada para os cães e gatos que ainda não foram vacinados nos últimos 12 meses.
Os animais que estão com a vacinação em dia deverão aguardar a campanha de vacinação que ocorrerá em setembro.
 A VAS informa que os morcegos são animais silvestres, importantes para a preservação do ecossistema, por isso são protegidos por lei ambiental. Serão resgatados apenas os morcegos em situação de risco, isto é, que estejam pousados em locais não habituais à espécie ou caídos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.