Os ocupantes de uma área da CDHU em Rubião Junior e que reivindicavam a construção de um conjunto habitacional, deixaram a área neste domingo, 13. O trabalho de desocupação começou na quinta-feira, 10.
As pessoas que estavam na ocupação foram transferidas para outros dois acampamentos do MSL – Movimento Social de Lutas, um próximo ao Distrito Industrial I e outro em Toledo, bairro rural de Botucatu. Havia mais de 30 barracos no local.
Lideranças do MSL disseram que a Prefeitura de Botucatu não ofereceu qualquer tipo de auxilio e que veículos para transferência das famílias  foi providenciada pela Policia Militar de Botucatu.
A notificação para saída da área ocupada em setembro do ano passado, ocorreu no final de abril Os trabalhos de desmonte dos mais de 30 barracos começaram na sexta-feira e terminaram neste domingo, dia 13.
“Há 22 anos este terreno pertence à CDHU e era um espaço que poderia ser destinado para moradias populares. Nada ocorreu neste tempo todo e nem o Estado mais sabia de quem realmente era o dono”, protestou o líder do MSL Denis Gonçalves, em entrevista à Radio Clube FM.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here