O título tirei de uma camiseta, usada por muitos, durante as provas do Troféu Cuesta de Natação.
450 atletas, aficcionados do esporte, juízes, organizadores e público, fizeram da AAF, minha querida Ferrô, a casa da natação no sábado.
A beleza do esporte está na diversidade de biotipos que o praticam.
Atletas de todo o interior, das mais variadas melhores idades que se pode ter na vida, estavam tãotão vibrantes, molhados, sorrindo, que emocionava.
Encontrei um amigo que não via há décadas, Raul Oliveira Mello Neto, ao lado do pai, o campeão do Master 90+, seo Euro, o irmão Fernando e o sobrinho João, todos nadadores defendendo Presidente Prudente.
Daniel Dinhani, querido amigo ortopedista, nadando por São Manuel.
O casal de geriatras, queridos Adriana Polachini e Paulo Vilas Boas, assim como minha amiga e musa Raquel Astolfi, Rumi, Zélia Menegon, Vera Lex Engel, Edson Bertani, Henrique Reis, Pinhão, nadaram por Botucatu.
Vale contar do ouro que Zélia, Rumi, Raquel e Vera ganharam, de braçadas, no revezamento 4 x 100. Foi lindo de ver.
Conheci Pagnocca, amigo dos amigos, figura muito querida no meio.
Miguel, o português que adotou a natação de Botucatu, treinador atento.
E André Esqueda, sempre feliz, representando os amigos bombeiros.
Dentro da piscina o que se viu foram shows de determinação e muita garra.
Uma competição, sim!
Mas uma competição onde cada um dos atletas fez o seu melhor, no seu ritmo, sem ter nas medalhas um fim em si.
O que senti, como pessoa que voltou a nadar há um ano apenas, foi que, de fato, escolhi pra mim o esporte que melhor se encaixa na minha personalidade e estilo de vida.
“A natação tirou o melhor de nós até os nossos 20 e poucos anos e hoje ela nos dá o melhor da vida.”, ouvi de um atleta maduro e muito feliz.
E assim, de chinelos e pernocas de fora, com corpos sarados ou não, centenas de pessoas úmidas tornaram o parque aquático da Ferrô o melhor lugar do sábado, 19 de maio.
QUEM NADA TÁ COM TUDO!
Foi bom dimaaaaiiiissss, huhuuuu!
Até a próxima, queridos leitores.

2 COMENTÁRIOS

  1. Fiquei muito feliz de ler este texto, Andrea!! Mais feliz por saber que você, prima querida, incentiva este lindo esporte. Acabei de ler seu post e me deu uma vontade doida de cair na água! Votei a nadar há dois meses e partilho de seu entusiasmo por este esporte que fez parte da minha infância e que agora, próximo dos meus Cinquenta, me faz feliz novamente. Bjs

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.