Após ouvir estudantes, professores e representantes das 91 Diretorias de Ensino durante uma série de visitas regionais entre os meses de maio e junho, o governador Márcio França e o secretário da Educação do Estado, João Cury, anunciaram nesta terça-feira (3/7), em evento no Palácio dos Bandeirantes, o projeto Juntos pela Escola. Trata-se de um extenso pacote de ações para atender as demandas imediatas da rede paulista já a partir do 2º semestre e com investimento estimado em R$ 430 milhões.
A devolutiva, em tempo recorde, é resultado do esforço do governo estadual em levar às 5,4 mil escolas de Ensino Fundamental e Médio novos programas e dar continuidade àqueles que beneficiam diretamente o aprendizado de 3,7 milhões de crianças e jovens matriculados em São Paulo.
Ao todo, são três eixos estratégicos: Aprendizagem, Inovação e Infraestrutura.
“Foram vários anúncios, como reformas de prédio e aquisições de ônibus. Em especial, destaco a chamada de novos funcionários, além do empoderamento dos alunos e permitir que os estudantes, através dos grêmios estudantis, tenham recursos para que decidam onde aplicarão o dinheiro. O secretário se esforçou em poder garantir mais recursos para a Educação”, ressalta Márcio França.
Infraestrutura e equipamentos
R$ 63 milhões em reformas 
R$ 10 milhões em serviços de até R$ 150 mil em 106 unidades
R$ 22 milhões para 175 escolas já anunciados 
R$ 25 milhões para mais de 200 unidades 
R$ 3 milhões em reparos e manutenção de 19 Diretorias
R$ 3,2 milhões para pequenas intervenções
R$ 27 milhões para mobiliário
R$ 5,7 milhões – 117 escolas- melhorias elétricas e projetores 

Aprendizagem e contratações

Com foco no reconhecimento dos educadores que atuam na rede, a Secretaria realiza ainda este ano a Prova de Valorização pelo Mérito aos profissionais do Quadro do Magistério (QM).
O exame garante 10,5% de reajuste ao salário base e será retroativo a 2016, ano em que a política de promoção deixou de ser aplicada, e 2017, totalizando um investimento de até R$ 214 milhões. Poderão participar professores, diretores de escola, assistentes de diretor, supervisores de ensino e coordenadores pedagógicos efetivos e estáveis.
Em agosto a Pasta prevê a publicação do edital do concurso para 372 vagas de Supervisor de Ensino (o último foi em 2008). Já em setembro é aguardada a divulgação das diretrizes para a seleção de 167 cargos de Oficial Administrativo em todo o Estado. O investimento para a realização dos certames é de R$ 3,6 milhões.
Os novos anúncios somam-se à nomeação de 2.165 professores PEB 1 (Ensino Fundamental Anos Iniciais – 1º ao 5º ano) e 249 Analistas de Tecnologia no primeiro semestre e à contratação de 550 Agentes de Organização Escolar assinada nesta terça. Outra medida recente foi a publicação do decreto nº 63.471 que regulamenta a Avaliação de Desempenho Individual e estabelece os critérios à progressão dos servidores do QAE (Quadro de Apoio Escolar).
A medida incorpora abonos pagos a merendeiras, inspetores de alunos e profissionais que atuam na limpeza, manutenção e conservação das escolas.

Investimento na equipe

A Secretaria também reabrirá a seleção de bolsas de estudo de pós-graduação stricto sensu para profissionais da rede estadual, paralisada desde 2014. A meta é que sejam abertas mil vagas entre 2019 e 2023.
O auxílio financeiro para candidatos ao Mestrado é de R$ 1,3 mil (24 meses, prorrogáveis por mais seis meses) e de Doutorado, R$ 1,6 mil (48 meses prorrogáveis por mais seis). Para as primeiras 200 bolsas o investimento é de R$ 3,4 milhões. Para a formação continuada dos educadores também está garantido o orçamento de mais R$ 8 milhões.
Outra novidade é a colaboração com mais de 600 prefeituras paulistas para oferta de cursos da Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores (EFAP) a servidores das secretarias municipais de ensino. A programação seguirá o formato a distância e autoinstrucional elaborado para a SEE e com foco nas áreas de Educação e Currículo; Educação e Tecnologia; e Gestão.
O projeto Juntos pela Escola também vai complementar os programas de acesso e valorização à cultura na rede. A proposta do Cultura Ensina inclui parcerias com instituições que garantam aos estudantes e professores visitas gratuitas a centros culturais e exposições, convites para espetáculos cênicos (teatro, dança e circo) e a instalação de até 100 salas de cinema em auditórios escolares. Serão R$ 15 milhões até o fim do ano.
Já para as 2.261 unidades participantes da Escola da Família, que em 2018 completa 15 anos, serão encaminhados R$ 3,4 milhões para aquisição de materiais esportivos e pedagógicos utilizados nas atividades aos fins de semana.

Convidando estudantes

De maneira inédita na rede pública, e já a partir deste segundo semestre, os grêmios estudantis de São Paulo receberão cerca de R$ 5 mil por ano e decidirão de maneira democrática como, quando e em qual área o repasse deve ser investido.
Para o projeto Orçamento Participativo Jovem a Secretaria destinará R$ 27 milhões em 2018. Hoje 95% das escolas têm lideranças escolhidas em eleições diretas.
Já com foco na geração de renda e na aproximação entre escolas e comunidades, a Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) se uniram no projeto Escola Trabalho.
Funciona assim: todas as vezes em que a unidade escolar precisar de serviços de manutenção (pintura, troca de telha, reparos elétricos e encanamentos), basta recorrer aos microempreendedores locais previamente cadastrados no sistema da Secretaria da Educação e contratar o serviço.
Nesta primeira fase, serão destinados R$ 4,6 milhões para 721 escolas de 10 Diretorias de Ensino, beneficiando mais de 56 mil MEIs (Microempreendedor Individual).
A partir de agosto, pesquisadores, jornalistas e público em geral terão acesso à bases de dados e microdados da rede estadual de ensino para, dessa forma, acompanhar de perto a execução de projetos da Pasta. A primeira série de informações divulgadas no novo Portal da Transparência é relacionada ao Saresp (Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar de São Paulo).

 

(da assessoria)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.