Já estão sendo definidos os nomes dos candidatos a deputado em Botucatu. Além de Fernando Cury – PPS e Milton Monti – PR, que disputam a reeleição, os partidos PDT, PSOL, Rede, MDB e PSL terão nome de botucatuenses nas urnas eletrônicas.
Nos ultimo dias foram confirmados em convenções os nomes de Daniel de Carvalho no PSOL; Giovanni Mockus, do Rede Sustentabilidade; Fernando ‘Espanhol’ Isquierdo, MDB; Fernando Cury, do PPS e o casal Mário e Rose Ielo, pelo PDT.
Armando Delmanto não será candidato na convenção do PSL será no dia 5 de agosto. “Estarei apoiando a candidatura e ajudando como puder, mas não serei candidato”.
A grande novidade na política local foi a decisão do ex-prefeito Mário Ielo e da vereadora Rose Ielo em disputar as eleições de outubro próximo, ela como candidata a deputada federal e ele postulando uma vaga na Assembleia Legislativa de São Paulo.
Outra grande novidade será a aproximação, mesmo que temporária, dos maiores adversários políticos de Botucatu, por conta da campanha eleitoral de Márcio França, do PSB e que tem em sua equipe o ex-prefeito João Cury, na Secretaria de Educação.
O PPS de Fernando Cury também vai apoiar França para o Governo paulista. João e Fernando  Cury venceram todas as eleições que disputaram com Mário e Rose Ielo.
Conforme apurou a reportagem, até o momento não há qualquer entrosamento entre as lideranças. Mário Ielo disputa pela primeira vez uma eleição legislativa e Rose Ielo disputa pela segunda vez. Na ultima eleição estadual ela foi candidata a uma vaga na Assembleia Legislativa.
Daniel de Carvalho do PSOL informou que pretende fazer uma campanha baseada na sola de sapato e militância dos filiados do partido na cidade e região. Ele quer acabar com a hegemonia do PSDB e da família Cury na política local. Daniel foi candidato a prefeito e disputa a vaga pela primeira vez.
Giovanni Mockus é um jovem estudante de administração, e liderança nacional do partido Rede Sustentabilidade. Ele faz parte do grupo mais próximo de Marina Silva, líder da legenda. Mockus promete um jeito diferente de fazer política, ouvindo todos os setores e abrindo espaço para participação da comunidade nas decisões políticas. Mockus disputa pela primeira vez uma eleição.
Fernando Isquierdo já foi candidato  e teve pequena votação. Há poucos meses ele anunciou que se candidataria pelo Movimento Democrático Brasileiro e na ultima segunda-feira divulgou um vídeo na convenção do partido, dizendo que iria trabalhar para defender os interesses de Botucatu e região. Ele alega que vai trabalhar na área ambiental e da preservação da vida animal.
Fernando Cury disputa a reeleição. Há 4 anos ele foi eleito com grande votação estadual e se tornou líder da bancada do PPS, tem apresentado projetos nas áreas de saúde e desenvolvimento humano na região de Botucatu. Ele deve fazer o lançamento oficial da candidatura no próximo dia 18 de agosto.
Milton Monti foi homologado na semana passada na convenção do PR. O deputado federal busca nova reeleição e conta com as dezenas de milhares de votos que regularmente consegue em Botucatu e contribui para sua regular eleição. Miltinho tem como habito abrir e encerrar sua campanha em Botucatu e São Manuel, o que deve acontecer em breve.

 

(com jornal Leia Noticias)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.