Sob o olhar azul – Criados para o mundo

0
131
Aconteceu comigo.
Repeti com eles.
E, sendo assim, aqui estamos, os três, no Algarve.
Mãe e filhos, mesmo local, diferentes situações. 
Um só sentimento por estarmos juntos e outros tantos, pessoais.

Com um filho residente em Portugal e o outro em busca de pertencimento, eu sigo acreditando que o melhor da vida é ser feliz.
E encontro essa certeza nos olhares dessas pessoas lindas, que são filhos, sim, mas , principalmente, indivíduos únicos.

Saí do Brasil pra encontrá-los. 
Vou pra qualquer lugar pra encontrá-los.

Sair do Brasil não me torna alheia a todos os acontecimentos que estão rodeando a eleição desse ano. 
Também não me deixa menos aflita com os caminhos propostos pelos candidatos. 
Também não é pequena a minha preocupação com o resultado dessa disputa. 
Nem menos triste estou pelas escolhas de pessoas que pensei conhecer desde minha infância.
Que pessoas esses conhecidos se tornaram? O que os leva a voltar nos passos e desdenhar de conquistas sociais/pessoais tãotão importantes?

Retrocessos extremados estão em pauta por todo o planeta.
Isso me preocupa como cidadã brasileira e cidadã do mundo.

Estou aqui e estou aí.
E isso é mágico.

Partiu caminhar.
Até breve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.