Sob o olhar azul: Mares e marés

0
111
A onda por aqui é bem diferente.
Mas é muito parecida com o que conheço e trago daí.

Portugal é um país governado pela esquerda, aborto e drogas são descriminalizados, igualdade de gênero está no currículo escolar, e tem uma imensa colônia brasileira ganhando dinheiro por aqui.

Daí vejo brasileiros se manifestando em Lisboa em prol do facismo no Brasil.
Mas voltar pro Brasil não volta, ahhh, não volta mesmo.

Um dos destinos turísticos mais procurados no mundo, o país recebe estrangeiros de braços abertos, seja pra trabalhar, seja pra gastar.

Como é um país muito limpo, seguro, organizado, me faz refletir sobre o por que não posso ter o mesmo  aí no Brasil.

A língua é a mesma, a comida é muito parecida e muito da nossa cultura veio daqui.

No clube público, onde tenho treinado natação, encontrei muitas mulheres,e nem só portuguesas, apoiando o movimento feminino contra o fascismo.
Uma senhora até me disse da grande importância desse fato visto que ” a direita e as ditaduras estão voltando em todos os continentes e isso é muito grave.”

O dia da república é comemorado em 5 de outubro, um feriado que traz muito orgulho aos portugueses, que tem seu governo parlamentarista de esquerda e que vai bem, sim, e que tem problemas, sim. E como não?

As sociedades vem lutando desde os primórdios para aprimorar suas relações interpessoais e suas organizações coletivas.
A diferença de opiniões deve servir de reflexão e discussão para um concenso que beneficie a maioria.

Nesse momento os taxistas portugueses estão paralisados há uma semana por conta da chamada “lei do Uber”. Eles não aceitam uma concorrência que vêem como desleal.
É um grande impasse para o governo pois o táxi é um importante meio de mobilidade por aqui.
Acontece o mesmo que no Brasil, a diferença de impostos gera o aumento de preços que torna atrativo os serviços alternativos.

Também está rolando um impasse na educação. O secretário da área afirma que não estão faltando oficiais administrativos nas escolas mas muitas delas, em várias regiões, não puderam voltar às aulas, que iniciaram em 01/09, devido a falta desses funcionários o que, segundo os reitores dessas regiões, acarretaria falta de segurança aos alunos.
Portugal paga um dos melhores salários do mundo a seus professores.

Então é isso, são mares e marés diferentes.
Mas as pessoas são as pessoas.
Os governos e desgovernos estão aí pra serem questionados e avaliados.
As promessas tem que ser viáveis.
Não existem milagres sociais e muito menos econômicos.

O voto é pessoal.
O Brasil é um país que vem lutando desde sempre para ser livre e democrático.

Beijos de cá e muito amor pelo Brasil, sempre.

Até mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.