A guerra das águas

0
100
Cidade amanheceu coberta por forte neblina. Defesa Civil Nacional faz alerta para riscos de chuvas fortes e alagamentos na região |Foto Prefeitura de Botucatu

Chuvas

A chuva do último final de semana mostrou o quão sensível continua sendo a região urbana de Botucatu em relação a tempestades. Ocorreram problemas estruturais em Rubião Junior, onde a tempestade foi mais forte, assim como no Centro, na região da Rodoviária. Há décadas ocorrem enchentes nesse trecho e na região do asilo.

 

Pontes

Diversas pontes foram ameaçadas de serem transbordadas com as águas que se avolumaram no leito dos rios. A ponte do Lageado, que da acesso ao Museu do Café foi uma das que teve de suportar a pressão das águas e o entulho que desceu do tradicional povo botucatuense, que usa os rios para limpeza doméstica.

 

Piscinões

Após as chuvas as reclamações e as piadas surgiram na internet. Alguem avisou à Prefeitura para encerrar o projeto do piscinão em obras às margens da Rodovia Marechal Rondon. Sugeriram transferir a rodoviária para as margens de uma rodovia e fazer um buraco na rodoviária para armazenar águas dos córregos Água Fria e Antártica.

 

Campanha

Através da rede social e com apoio do jornal Leia Noticias, pelo menos quatro pessoas que foram as mais atingidas, receberam e estão recebendo ajuda da população. Quem desejar ajudar as famílias que perderam moveis roupas e eletrodomésticos, podem encaminhar os produtos para a Defesa Civil ou então para o Fundo Social de Solidariedade.

 

Questão das água

O grande debate na cidade é a construção da represa do Véu de Noiva, ambicioso projeto do prefeito Mário Pardini, desde a primeira crise hídrica entre 2014 e 2015. Os pontos de vista dos envolvidos são relacionados a participação da Sabesp, que há mais de 3 anos ouve falar da nova represa e não se movimentou. Uns acham que a Sabesp tem de pagar a obra por ser concessionária, outros acham que o município deve pagar a conta.

 

 

No apoio

Os irmãos Cury, Fernando e João, dizem não ser contra o projeto da represa do Véu de Noiva e se apresentam como aliados de primeira hora de Pardini. Dizem que João quando era prefeito investiu R$1,5 milhão no projeto e, no inicio do mês antes das polêmicas, Fernando apresentou projeto para 50 milhões no Orçamento estadual.

 

TVHC

O Hospital das Clinicas da FMB implantou na semana passada telas de televisores que vão gerar informações sobre o atendimento aos usuários. As telas estão localizadas no corredor central do HC e a programação pode ser vista nos ambulatórios, boulevard e seção técnica de radioterapia entre outros setores.

 

Taxis

Aprovado há alguns dias pela Câmara, a equipe do Coopertaxi Botucatu, já anunciou que um dos taxistas ligados a essa cooperativa de trabalho, já tem o carro adaptado para o transporte de cadeirantes e pessoas de baixa mobilidade e seus acompanhantes. O serviço vai ser colocado em operação nos próximos dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.