Foto: Defesa Civil
A Prefeitura de Botucatu vai ouvir os Bombeiros e a Defesa Civil do Município para desenvolver ações para melhorar a segurança dos botucatuenses e turistas que buscam lazer nos finais de semana, especialmente no verão nas cachoeiras. Neste final de semana três pessoas se afogaram no Véu de Noiva, sendo que duas faleceram.
No Véu de Noiva, tem diversas placas de sinalização, alertando para os riscos de afogamentos e todos os dias tem patrulhamento da Guarda Civil Municipal, mas, mesmo assim, muitos desejam que a Prefeitura coloque salva vidas no local, para evitar mortes e o socorro ser imediato.
O prefeito diz que essa é uma alternativa que pode ser tomada. Ele destacou que a segurança nos leitos de água em Botucatu é uma logística complicada, devido a quantidade de cachoeiras privadas e publicas que existem, além de áreas como o Rio Bonito e Mina.
“Vamos conversar ainda nesta semana com os bombeiros, com o Conselho de Turismo e buscar um encaminhamento para a questão. Já instalamos nas cachoeiras publicas sinalizações indicando os riscos de afogamento. Muita gente está sugerindo colocarmos salva-vidas, mas temos mais de cem cachoeiras no Município e nem os bombeiros tem efetivo para essa demanda. Vamos acertar a melhor forma de melhorar a segurança ainda nesta semana nas cachoeiras”, comentou o prefeito Mário Pardini.
O chefe o executivo contou que o incidente com os afogamentos o deixou entristecido. “Esses jovens infelizmente faleceram. Pessoas de Botucatu sabem do risco das águas fortes do Véu de Noiva e não entram na água, mas eles eram de fora, um estava vivendo há pouco tempo em Botucatu e não atentaram a esses avisos. Quando soube dos afogamentos pelo Trombaco da Defesa Civil, pedi que dessem auxilio aos que precisassem e acompanhei o trabalho dos bombeiros. Foi um final de semana muito triste”, definiu.
A Prefeitura, através da Defesa Civil, ofereceu hospedagem para familiares de uma das vitimas que veio da grande São Paulo, acompanhar os trabalhos dos bombeiros. As vitimas foram sepultadas nesta segunda-feira.
O encontro entre os bombeiros, Comutur, Defesa Civil e Secretaria de Turismo deverá acontecer até o final de semana. O Secretário Guto Tecchio informou que medidas estão sendo estudadas.
“Temos sinalizações em todas as cachoeiras e as pessoas ainda assim se arriscam. Estamos analisando a possibilidade de colocarmos uma régua de profundidade no meio do lago da cachoeira para indicar a profundidade do lago, mas existem outras soluções que vamos analisar”, adiantou.
Enquetes e manifestações na rede social indicam que parte da população defende a contratação de salva vidas para o Véu de Noiva.
“Não descarto essa alternativa, mas temos de pensar que não existe apenas o Véu de Noiva na Cidade. Na mesma proporção temos o Rio Bonito, a Mina e outros pontos. Vamos encontrar a melhor solução conversando com os bombeiros”, ressaltou o prefeito.

JOVEM FORAM HERÓIS
O prefeito em entrevista na Rádio Clube FM, comentando a situação dos afogamentos, considerou que os dois jovens que faleceram no ultimo final de semana na Cachoeira do Véu de Noiva foram heróis ao tentarem salvar uma mulher que estava se afogando.

“Pelas informações que recebi, os jovens foram socorrer uma pessoa, uma mulher que estava se afogando. Eles conseguiram salvar a mulher, que saiu com vida, mas os dois morreram, infelizmente”, comentou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.