A cadeia produtiva em Botucatu apresentou crescimento de produção nas áreas de agronegócios, indústria, comércio, serviços e construção civil, no ano passado. Em todos os setores de negócios, em 2018, houve crescimento na contratação de funcionários. 
Informação divulgada pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura , diz que  Botucatu foi a 2º cidade em São Paulo e a 34º no Brasil, entre as que mais empregou nos variados segmentos da economia em 2018, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, CAGED, do Ministério do Trabalho, entre os municípios com mais de 100 mil habitantes.
Em 2017, segundo o CAGED,  o município era o sexto maior empregador do Estado.
“Foram 2.271 novos empregos entre 1º de janeiro e 31 de dezembro do último ano, resultado que também fez o Município ser o 34º que mais empregou em todo o País.”
“A variação percentual de vagas criadas neste período é de 6,27%, valor muito maior do que a média registrada em todo o Estado, que foi de 1,04%”, informa a nota.

CIDADE ESTRUTURADA

Prefeito Mário Pardini ressaltou os bons resultados de indicadores econômicos, de infraestrutura urbana, telecomunicações, oferta de energia e segurança de Botucatu.
“Quando investimos em infraestrutura, segurança e saúde, buscamos tornar a Cidade um bom local para se viver e investir. E o nosso trabalho tem refletido na criação de oportunidades. Nossas pequenas empresas estão se desenvolvendo, as grandes voltando a produzir em larga escala e quem ganha com isso é a população. Sabemos que tem muita gente ainda buscando uma oportunidade e vamos continuar trabalhando para que a cada dia surjam novos postos”, comemora o Prefeito Mário Pardini.
Nos 5 segmentos analisados pelo CAGED, Indústria de Transformação, Comércio, Serviços, Construção Civil e Agricultura, Botucatu teve superávit na criação de postos de trabalho, ressaltou a Prefeitura.

6ª POSIÇÃO EM 2017: “RETOMADA DA CONFIANÇA”

Em 2017, o CAGED tinha colocado o Município como um dos melhores empregadores do Estado, na sexta posição, lembrou o Secretário Adjunto de Desenvolvimento.
“Estes bons resultados em todos os setores mostram que está havendo uma retomada da confiança do empresariado para com a economia nacional. Isso com certeza foi preponderante para que Botucatu se mantivesse entre os municípios mais empregadores de São Paulo e do País”, analisa Daniel Lopes, Secretário Adjunto de Desenvolvimento.

ESTÁ EXCELENTE, MAS JÁ FOI MELHOR!

Os bons indicadores nos variados setores, vem desde o inicio da década, (com alguns tropeços da gestão Dilma/Temer), graças à diversidade das atividades econômicas do Município e seguidas boas gestões que investiram em obras sociais e de infraestrutura.
Entre 2010 e 2013, por exemplo, Botucatu tinha o chamado pleno emprego, ou seja, havia oferta de emprego e não tinha empregado qualificado nas funções em muitas áreas produtivas.
Foi quando iniciou o aquecimento imobiliário na cidade, com empregados diversificados e qualificados migrando pelo trabalho e renda; e também criada a Unite, iniciativa da Prefeitura, para formar mão de obra qualificada para Indústria, construção civil. serviços, entre outras atividades, atuando em conjunto com o Senai.
No início da década a Embraer, Duratex, Eucatex e Caio Induscar, investiam milhões de reais e contratavam vários cursos no Senai de Botucatu, para imediato emprego e a área de eletrônica e mecatrônica da Escola Industrial, o aluno a partir do segundo ano, já estava sendo recrutado. Obvio que a situação econômica nacional e internacional era bem diferente, nesse período.

 

(Com informações da Secretaria de Comunicação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.