Rose Ielo - vereadora do PDT
Durante a sessão da Câmara Municipal, a vereadora Rose Ielo (PDT) solicitou que o Ministério Público seja oficiado para tomar ciência dos fatos relacionados à situação financeira da Unesp. O pedido foi apresentado em conjunto com os vereadores: Izaias Colino, Abelardo, Carlos Trigo e Paulo Renato.
O requerimento foi endereçado ao Ministério Público do Estado, solicitando uma análise sobre o descumprimento da Lei n° 8.429/92 [Lei de Improbidade Administrativa] e o não pagamento do 13º salário aos servidores da Universidade Estadual Paulista – Unesp, com a finalidade de que sejam tomadas as providências cabíveis e o estabelecimento do direito ao pagamento, bem como ao Tribunal de Contas do Estado, para ciência e providências.
De acordo com o documento “a omissão perpetrada pelo Magnífico Reitor da Unesp, Professor Doutor Sandro Roberto Valentini, que deixou de cumprir as normas constitucionais e legais acima mencionadas, bem como a regra estatutária de sua competência, ao deixar de providenciar o pagamento do décimo terceiro dos servidores da Universidade”.
Baseada nesse documento é que a vereadora cobrou uma ação do Ministério Público e do Tribunal de Contas.
“O teor desta Moção informa um possível ato de improbidade administrativa, devido ao descumprimento do estabelecido no artigo 11, I e II da Lei n° 8.429/92 [Lei de Improbidade Administrativa]. Nada mais é do que dever deste legislativo possibilitar eficácia nos atos e cumprimento das leis, na garantia dos direitos dos servidores, bem como a necessidade de apresentar queixa crime pelo não cumprimento da supracitada lei”, explica Rose Ielo.

1 COMENTÁRIO

  1. Excelente decisão da Câmara Legislativa de Botucatu, agora resta saber se será acatada pelo MP estadual, fazendo uma minuciosa auditoria na destinação dos recursos repassados à Unesp, e o total descumprimento por parte do reitor de uma legislação estadual de 1992 e outra de 1988. O interessante é que nenhum dos sindicatos pensou em buscar apoio ( denúncia) junto ao MP, vamos aguardar pra ver, será que este reitor se acha acima da lei em relação aos anteriores ou será que tem proteção política para agir desta forma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.