O Fórum das Artes inaugura sua mais nova atração, a instalação artística “Éramos 5 milhões”. O projeto, que poderá ser visitado a partir das 19 horas desta quinta é apresentado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, e composto por 500 balões sobrepostos de diferentes tamanhos nas cores marrom e preto, ligados por barbantes e amarrados a uma corrente de metal.
A obra ficará no Fórum das Artes até o dia 07 de abril e explicita todo o processo de deterioração dos balões. Na parede é pichado o título da exposição “Éramos cinco milhões” que vai ficando cada vez mais visível à medida que os balões forem se esvaziando.
O projeto pretende dialogar sobre o violento processo de tráfico de pessoas negras de diversas regiões da África, sua consequente “desterritorialização” e as reverberações individuais e sociais desse processo.
A instalação traz uma provocação visual e questionamentos acerca da questão racial no país.
Duas ações poéticas estão previstas durante o período da apresentação no Fórum das Artes. Ambas são para maiores de 16 anos, uma no dia da inauguração e outra no dia 19 de março.
A primeira ação, “cartas para ninguém” ocorre no dia 07 de março às 14 horas e trata-se de um convite para a escrita de cartas que deverão ser amarradas em balões carregados com gás hélio e num movimento coletivo serão soltos no espaço público.
A segunda ação, “recomeçar”, será no dia 19 de março, às 14 horas, e consiste em debater o tema e complementar com tinta a pichação na parede do espaço expositivo, a partir da pergunta: o que somos hoje além dos cinco milhões que éramos?
A frase “Éramos 5 milhões” alude à quantidade de negros estimada que vieram escravizados para o Brasil desde o descobrimento até a abolição, e a instalação que se propôs a discutir esse processo ao longo do mês de fevereiro já vai estar deteriorada e poderá ser destruída pelos participantes, numa modificação da obra.
A instalação fica exposta na galeria Fórum das Artes de terça à sexta-feira, das 09 às 17 horas, e nos sábados das 11 às 17 horas, com entrada franca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.