Para marcar um ano do assassinato da vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson, no Rio de Janeiro, o PSOL de Botucatu vai promover nesta quinta-feira, 14, um ato de protesto pelo crime ainda sem solução, embora tenham sido presos nesta semana dois ex-policiais militares, ligados às milicias do Rio de Janeiro.
O evento vai acontecer às 18 horas na praça em frente a Catedral. Alem do questionamento sobre quem matou Marielle Franco, será ampliado com a pergunta: ‘a mando de quem?’.

 

Nesta quarta-feira, 13, um grupo de mulheres militantes e simpatizantes do PSOL realizaram os preparativos com pinturas de imagens que lembram a política carioca assassinada no ano passado e que até a semana passada não tinha nenhum suspeito preso ou identificado pela Policia do Rio de Janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.