Prefeito Pardini com o ex-secretario de Negócios Jurídicos Jr Cury e a advogada Noeli Vicentini | Foto arquivo - Sec Comunicação
O advogado Antonio Jamil Cury Junior – conhecido como Junior Cury – que entregou seu pedido de exoneração do cargo de Secretário de Negócios Jurídicos da Prefeitura de Botucatu, negou que esteja saindo do governo de Mário Pardini-PSDB, por divergência com o chefe do executivo ou algum secretário.
O advogado diz que após dois anos à frente da Secretaria de Negócios Jurídicos, entendeu que cumpriu o ciclo de atuação política e profissional, e agora vai se concentrar em seu escritório de advocacia.
“Foi muito bom trabalhar na Prefeitura, mas o ciclo se cumpriu e agora vou me dedicar ao escritório. Tive um aprendizado gigantesco”, afirmou em entrevista ao Jornal da Clube FM.
Após a imprensa local divulgar a saída do ex-presidente do PSDB, ocorreram interpretações de que Junior Cury poderia disputar as eleições de prefeito no ano que vem e também que poderia ter algum ‘chiado’ nas relações entre o advogado e o vereador-secretário Andre Barbosa ‘Curumim’, atual presidente do PSDB.
Em relação à Curumim o entendimento é de que o episódio de divulgação na rede social de uma foto do deputado Fernando Cury e João Dória, então candidato ao Governo de São Paulo teria sido a motivação.
João e Fernando apoiaram Márcio França, ex-vice-governador e governador por 9 meses em 2018 e isso provocou até a expulsão do atual secretário de Educação de São Paulo, João Cury do PSDB.
Uma semana antes de Jr Cury pedir demissão, circularam comentários de que ele poderia disputar a sucessão de Mário Pardini.
“Não faz sentido nenhuma das interpretações. A questão do Curumim foi pontual e não influenciou minha saída, foi uma questão eleitoral que já está superada. O prefeito Mário Pardini está fazendo um excelente mandato, está muito bem avaliado, não disputo eleição”, afirmou.

PARDINI DEVE FAZER INDICAÇÃO TÉCNICA

O Prefeito Mário Pardini também negou divergência com o advogado Junior Cury e revelou que não tem até o momento nenhuma indicação política para o cargo. Ele sinalizou a possibilidade de fazer uma indicação técnica, com nomes da equipe de procuradores do Município.
“O Junior é meu amigo, bem antes de entrar na política. Quando ele me procurou e disse que ia sair pedi a ele que reavaliasse, mas alguns dias depois ele me procurou novamente e confirmou a saída. Lamentei muito, pois ele ajudou a nossa administração e vai fazer falta, mas ele alegou que precisava cuidar do escritório”.
Pardini não anunciou nenhum nome para a função administrativa e política da Prefeitura de Botucatu, até este sábado, 20.04.19.
A tendência demonstrada pelo Executivo é de que o novo secretário vai ser indicação técnica. O nome poderá sair dos procuradores concursados da Prefeitura.
“Não tenho nome ainda, mas pode ser que possamos indicar alguém do quadro de procuradores jurídicos da Prefeitura. Estou analisando a questão”, afirmou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.