Encontro do sindicato e gabinete da Prefeitura | Foto Divulgação Sindicato
Os servidores municipais de Botucatu aprovaram na semana passada proposta de reajuste nos salários e no vale refeição, propostos pelo Prefeito Mário Pardini, em 5,1%.
A proposta agradou os servidores, devido à recomposição da inflação de abril de 2018 a maio de 2019. O acumulado de inflação medida pelo IPCA no período foi 4.58%.
Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, a proposta foi bem recebida na assembleia, exatamente por conta da recomposição da inflação e ganho real, conquistas que poucas categorias tiveram na cidade e região.
“A Assembleia decidiu que deveríamos aceitar a proposta de 5,1% nos reajustes de salários e vale refeição, que alem de recompor a inflação de abril de 2018 a maio de 2019, também oferece um pequeno ganho real e acredito que poucas categorias tiveram aumento real em Botucatu”, salientou.
O sindicalista também ressaltou que o vale refeição terá o mesmo reajuste e a prefeitura determinou um levantamento sobre alguns setores, especialmente chefias e salários mais altos, que tiveram um valor menor no vale refeição no ano passado.
“O prefeito prometeu conversar com seus secretários e assessores, para determinar o impacto e as responsabilidades legais do reajuste menor para determinadas categorias internas da Prefeitura. Esperamos que isso também seja majorado em breve”, destacou.
Durante a negociação salarial deste ano, os dirigentes do Sispumb foram procurados por algumas chefias que afirmaram estarem sentindo-se desprestigiada pela administração e pelo Sindicato, por conta do vale refeição diferenciado.
“No passado houve acordo para reajuste menor para determinados cargos de chefia, com o objetivo de manter um bom reajuste do vale refeição para a maioria dos servidores e agora eles estão pedindo o nivelamento e a reposição das conquistas e achamos que eles têm razão. O prefeito prometeu estudar o assunto com o Secretário Fabio Leite”.

NA CÂMARA

Como a aprovação do reajuste em 5,1%, na semana passada, no final de maio, não houve tempo de inclusão legal do reajuste no pagamento e as diferenças serão pagas no mês de junho.
Nesta semana o Projeto de Lei do Executivo vai ser encaminhado para o legislativo, conforme informou o secretário Fabio Leite ao presidente do Sindicato dos Servidores Municipais.
“Conversamos com o secretário Fabio Leite nesta segunda-feira e ele nos informou que nesta semana, entre quarta e sexta-feira o projeto vai ser oficializado na Câmara e os vereadores, como de praxe, terão 15 dias aproximadamente para avaliar, mas acredito que na próxima semana tenhamos a aprovação”, afirmou o Fernando Pascussi.
.

 

(da assessoria)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.