Praetor é um avião executivo de médio porte da Embraer
Após a venda da linha de jatos comerciais de até 190 lugares adquirida pela Boeing, a Embraer vai transferir para Gavião Peixoto a sua produção de jatos executivos e aviões militares.
A unidade de São José dos Campos vai abrigar exclusivamente a fabrica da Boeing Brasil Commercial, onde serão produzidos os aviões da família E2.
As montagens das estruturas de todos os aviões da Embraer continuará sendo feita na Embraer Botucatu.
Os jatos executivos Legacy, Praetor, Super Tucano e o cargueiro KC 390 que ficaram com a Embraer serão produzidos em Gavião Peixoto, na região de Araraquara. Os jatos executivos serão finalizados na fábrica de Melbourne, na Florida.
Nessa unidade de Gavião Peixoto também vai ser produzido os caças Gripen da Suécia.
Os escritórios de engenharia da Embraer permanecerão em São José dos Campos, no Distrito de Eugênio de Melo.
Segundo a Air Transport World, uma das mais respeitadas revistas de aviação, a Boeing está ouvindo clientes dos jatos comerciais da Embraer para decidir se mantem ou altera o nome dos aviões.
A expectativa é de que o nome Embraer seja retirado dos modelos desenvolvidos no Brasil, como a Boeing já fez com todas as demais empresas que adquiriu.

 

(com informações dos sites, Aeromagazine, Aeroin e Cavok)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.