Funcionários da Sabesp de Botucatu e São Manuel aderiram ao movimento de protesto contra a reforma da Previdência e cortes na Educação, propostos pelo governo Jair Bolsonaro.
Todos os serviços internos que não sejam para atendimento emergencial estão suspensos, informaram os lideres do Sintaema, Sindicato dos Trabalhadores da categoria.
“Nesta sexta-feira a Sabesp em Botucatu e São Manuel vai funcionar como se fosse domingo. Só casos de emergência serão atendidos. Toda a rotina de trabalho está suspensa. Nossa paralisação é em apoio ao movimento contra a reforma da previdência”, informou um dos diretores do sindicato, Wagner ‘Baqueta’.
A decisão foi encaminhada no perÍodo da manhã desta sexta-feira, 14, quando os servidores da Sabesp, se reuniram com lideres do sindicato e decidiram acompanhar a posição pela suspensão dos trabalhos.

PROTESTOS

Ainda nesta sexta-feira vai acontecer manifestações contra a reforma da Previdencia e contra os cortes na Educação na Praça do Bosque, a partir das 15h.
Às 17h00 vai acontecer uma concentração de manifestantes na Praça do Bosque e em seguida umapasseata até o largo da Catedral.
Nenhuma categoria de trabalhador em empresas particulares aderiu à paralisação. Excluindo o Sintaema, a Sintunesp, nenhuma outra categoria encaminhou propostas de paralisação na Cidade. Alguns funcionários de bancos publicos como a CEF entraram em greve.

.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.